O que é Gamificação?

  •   

Gamificação: O que é? Como atua? De onde vem?

Essa Sexta, no Globo Repór… não, pera.

A Gamificação (ou ludificação) é a utilização de técnicas, mecânicas e elementos de jogos em contextos não-jogo, como nas atividades do cotidiano ou nos negócios.

Ela tem ajudado milhões de pessoas ao redor do mundo a aprenderem melhor, motivarem seus funcionários, cativar usuários, fidelizar clientes e vender mais.  Seu principal propósito é engajar e motivar a pessoa para que ela execute alguma ação, porém de modo prazeroso, fazendo com que a tarefa ou desafio não seja um “mal necessário” nem desagradável em geral.

 

Como funciona?

A Gamificação atua diretamente no cérebro através de Princípios Motivacionais inerentes ao ser humano. Basicamente, esses Princípios são ativados por meio de elementos e mecânicas do Design de Jogos, e então a pessoa é motivada a realizar determinada ação, previamente estabelecida pelo agente gamificador.

Portanto, ela pode ser utilizada para atingir os mais variados tipos de resultado, nos diversos tipos de pessoas, desde que sua estratégia seja diagramada com o objetivo em mente.

Temos vários Princípios Motivacionais para serem usados em uma estratégia, como Influência Social, Propósito Maior e Escassez. Cada Princípio irá agir de uma maneira dentro da mente, servindo para diferentes propósitos. Alguns irão agir tendo como base o mundo exterior (recompensas e relações com outras pessoas), outros, o interior (sentimentos de realização, conquista e pertencimento).

 

De onde vem?

 

Gamificação na pré-história

Apesar de estar cada vez mais popular, a Gamificação não é mérito da sociedade moderna. Nossos antepassados pré-históricos competiam entre si para ver quem conseguia trazer mais caças, ou colher mais vegetais  (até por questão de sobrevivência e perpetuação), como também se uniam e colaboravam em desafios maiores (quem enfrenta um mamute sozinho? Hoje, ele seria um “chefão” dos games).

O historiador Johan Huizinga descreve em seu livro Homo Ludens:

"O espírito de competição lúdica, enquanto impulso social, é mais antigo que a cultura, e a própria vida está toda penetrada por ele, como por um verdadeiro fermento." (HUIZINGA, 1938)

De fato, ele diz que os jogos são inerentes aos seres humanos e até mesmo aos animais (podemos ver alguns “jogos” e brincadeiras entre eles). Portanto, os jogos como os conhecemos hoje são uma evolução e um agrupamento de técnicas e elementos que já usávamos desde a antiguidade. Vulgo “a gamificação vem antes dos próprios games”, ou algo assim.

A evolução da tecnologia só possibilitou que a gamificação se tornasse mais visual e fizesse parte de mais áreas de nossas vidas, convertendo tarefas desagradáveis em atividades prazerosas e dinâmicas.

 

Bônus: Para onde vai?

Atualmente ela tem sido considerada uma tendência, mas se notarmos a fundo, estamos utilizando elementos de gamificação todos os dias de modo sutil, em variados tipos de atividades. Em algum tempo, ela deixará de ser “tendência” para se tornar algo essencial na vida moderna, comum ao nosso modo de vida.

Muitos acham que por ser considerada como tendência, ela será passageira, como uma hype. Mas a verdade é que depois de iniciada em um setor, ela é irreversível, e transforma mercados. A Gamificação muda as regras do jogo.

Você está preparado para isso? Seus negócios estão preparados?

Recent Posts

Comentários

Leave a Comment